labirinto

Tipos de bordados mais comuns no Nordeste

Postado em 08. fev, 2011 por em Arte Popular, Artesanato

Muita gente confunde renda com bordado. Mas tem diferença. Ambas as técnicas precisam de agulha, mas o bordado precisa do tecido como suporte. A renda não. Ela pode ser construída apenas a partir de fios.

Conforme o ofício, bordar é fácil de aprender e acessível. Hoje, mais e mais mulheres estão bordando seja para gerar renda ou como hobby. Porém, para garantir valor ao trabalho às vezes é preciso mais do que linha e tecido para execução de um bordado com mais valor no mercado.

O que pode fazer a diferença no valor do produto é o repertório de pontos. Alguns são passados de geração em geração e estão carregados de história e referências culturais. Há bordados que marcam diferentes culturas, identificando até de qual comunidade ou região pertencem.

Algumas regiões têm até certificação de origem para seus bordados. Alguns são protegidos como os bordado da Ilha da Madeira, em Portugal. Os vestidos mexicanos também se tornaram referência para a cidade de Oaxaca, no México.

No Brasil, bordados feitos em roupas ou enxoval foram símbolo de status em diversos períodos históricos. Há algum tempo o bordado vem sendo revalorizado e alguns pontos são resgatados para agregar valor cultural à produção e destacar originalidade. Alguns bordados de comunidades nordestinas marcam presença em coleções de estilistas em desfiles nacionais e internacionais.

O bordado, entre outros ofícios de artesanato, é atividade de extensa mão-de-obra no Nordeste. A produção gera sustentabilidade para várias pessoas e comunidades. Cidades como Passira em Pernambuco, Chã dos Pereira na Paraíba, Porto da Folha, em Sergipe, Alagoa Grande na Paraíba, Rio das Contas na Bahia, Ilha do Ferro em Alagoas (só para citar alguns exemplos), têm importante resultado econômico por meio do artesanato.

Grande parte da produção artesanal no Nordeste têm ênfase para bordados ou técnicas têxteis que envolvem linha e agulha, incluindo as rendas — das quais falaremos em outro post.

Bordado Rendendê – produzido em várias cidades do Nordeste, sobretudo em Sergipe e Alagoas.

Bordado Boa Noite – patrimônio da Ilha do Ferro – Alagoas

 

Bordado Passira (ponto cheio e crivo)- PE
Labirinto - Chã dos Pereira em Ingá-PB

Labirinto – apesar de ser conhecida como renda é um bordado. A produção se dá em Alagoa Nova e Chã dos Pereira em Ingá-PB

Bordado Ponto Cruz é muitas vezes associado ao Rendendê em Sergipe.

Na Bahia, as saias e batas das tradicionais baianas e das movimentos afro são bordadas em Richelieu

Fotos ACasa – Museu do Objeto Brasileiro.

Deseja receber nossas atualizações gratuitamente?
É simples: Digite seu e-mail!
Related Posts with Thumbnails

Tags: , , , ,

6 Respostas para “Tipos de bordados mais comuns no Nordeste”

  1. MAGALI ALHEIROS

    25. fev, 2011

    Gostaria de saber se vocês tem Souplats ou porta-copos de richelieu. Vocês vendem? O preço?
    Magali

    Reply to this comment
    • babeldasartes

      25. fev, 2011

      Olá Magali, obrigado por escrever pra gente. Ainda não vendemos souplats nem porta-copos com bordados richelieu.
      Abs, Francisco e Sandra, BABEL DAS ARTES

      Reply to this comment
  2. alesxandra gomes de farias

    28. mai, 2012

    eu sei fazer rechilie eu trabalhei com esses bordados 16 anos depois q eu cheguei em sp sinto saudade

    Reply to this comment
    • babeldasartes

      29. mai, 2012

      O bordado richelie é realmente bem bonito. Por que vc não continua fazendo como hobby?
      Obrigado por participar do blog.
      Abs, Francisco e Sandra
      BABEL DAS ARTES

      Reply to this comment
  3. saul

    03. out, 2012

    Companheiros: eu tenho procurado em varios sites, batas, blusas e calças capri em richelieu e capri com renda de bilro e nao sei onde encontro p comprar em quantidades maiores p revenda. Vc tem ou sabe como faço p ter acesso?
    obrigado

    Reply to this comment
    • babeldasartes

      06. out, 2012

      Caro Saul, a Babel das Artes planeja coleção com richelieu e renda.
      No entanto, a previsão de lançamento é para 2013.
      Aguarde
      abraços
      Francisco e Sandra
      BABEL DAS ARTES

      Reply to this comment

Comente, opine e compartilhe